Empresário, apresentador, escritor e palestrante.

 
foto-roberto-3-2k70q 2.jpg

Roberto Justus é um dos mais renomados empresários da comunicação brasileira. Formado em Administração de Empresas pelo Mackenzie, fundou sua primeira agência Fischer, Justus Comunicação em 1981. 17 anos depois vendeu sua participação e montou sua nova agência - Newcomm em 1998 e em apenas 5 anos já era líder de mercado. Durante sua trajetória, Justus recebeu inúmeros prêmios, entre eles foi considerado um dos ”Líderes mais Admirados”, pesquisa feita com mais de 25 mil jovens universitários e recém-formados pelo Brasil. Hoje, investe em empresas de diferentes areas, tem participação em negócios no mercado de investimentos e no ramo imobiliário.

_Empresário

Visionário e empreendedor nato, Justus optou por deixar os negócios da família e iniciou sua carreira no mercado publicitário como sócio da Fischer & Justus Comunicações em 1981. A sociedade durou 17 anos e deixou sua marca na história da propaganda brasileira. Em 1998, Justus partiu para a sua nova agência, a Newcomm Comunicação Integrada. Em pouco tempo a operação atraiu a atenção e os investimentos da Multinacional Bates Worldwide, controlada pelo grupo inglês Cordiant, dando origem ao grupo Newcomm Bates. Em 2004, com a aquisição da Cordiant pelo Grupo WPP, Justus tornou-se sócio do maior conglomerado de comunicaçào do mundo e a holding passou a se chamar Grupo Newcomm. Deste grupo fazem parte as agências Young & Rubican (líder no ranking de agências há 14 anos), Wunderman, Grey Brasil, VML, Red Fusion e Ação. A bem sucedida trajetória como empreendedor resultou em uma série de reconhecimento do mercado (premiações e destaques em pesquisas) e em um novo desafio: estrear na televisão como apresentador do Programa Aprendiz, na Rede Record. Em 2017, assume uma participação da TreeCorp, uma casa de negócios que faz prospecção, investimentos e multiplicação de valor em empresas emergentes por meio de aporte financeiro e capital intelectual. Ainda em 2017, se associa ao empresário Felipe Prata e ao gestor Luis Fonseca na Nest Asset Management, gestora independente de fundos, não ligada a qualquer conglomerado financeiro e com foco em produtos de renda variável e derivativos no Brasil. Em 2018, Justus passa a ser sócio do Voyager, centro de entretenimento dedicado à realidade virtual, em parceria com a Arvore, estúdio especializado em tecnologia de imersão.

robertojustus-natan-01b.jpg

_Apresentador

A meteórica carreira como apresentador começou em 2004, com a estréia no comando do reality show ”O Aprendiz”. Depois de seis anos apresentando o programa, partiu para mais um desafio, o comando do game show ”1 contra 100”, no SBT. Em 2010, Justus estreia na apresentação do programa ”Topa ou não Topa”, também no SBT. Em 2011 retorna a Record no Programa de Entrevistas ”Roberto Justus +”, conquistando o público mais uma vez. Em 2012 e 2014 apresentou mais duas edições de “O Aprendiz”. Em 2015, sempre buscando inovação novos desafios, comanda também com enorme sucesso a edição de ”A Fazenda”. Apresentou o programa também no ano passado. Em 2016 passado apresentou o Primeiro Reality Show de Casais, o ”Power Couple Brasil”. Que teve sua segunda temporada em 2017.

_Palestrante e Mestre de Cerimônias

Em apresentação leve e interativa, Justus expõe as qualidades que formam grandes líderes empresariais. Visão, persuasão e conteúdo relacionados a liderança e empreendedorismo são expostos de modo único. Didático em sua abordagem, revela os principais segredos que devem nos impulsionar para a concretização de nossos maiores objetivos. Impactante!

_Escritor

A bem-sucedida incursão televisiva a frente do programa O Aprendiz, ganhou extensão na literatura. Roberto Justus em parceria com o publicitário e crítico de cultura Sergio Augusto de Andrade, escreveu dois livros. O primeiro deles, ”Construindo uma Vida – Trajetória Profissional, Negócios e O Aprendiz” (Ed. Larousse) narra sua trajetória profissional. Em seguida lançou, ”O Empreendedor” (Ed. Larousse). Um relato vibrante no qual o empresário expõe orientações de como se tornar um líder. Os dois livros somados venderam 200 mil exemplares. Determinação, comprometimento, ousadia, competitividade, dinamismo são algumas de suas palavras de ordem.

 
 

 

Trajetória

 
justus-inicia-carreira-no-mercado-publicitario.jpg

Justus inicia carreira no mercado publicitário

1981 | Visionário e empreendedor nato, Roberto Justus optou por deixar os negócios da família e iniciar carreira no mercado publicitário como sócio da Fischer & Justus Comunicações. Na agência, fica responsável por toda a área de administração e finanças.

o-primeiro-grande-cliente.jpg

O primeiro grande cliente

1982 | Depois de trabalho de prospecção liderado por Roberto Justus e de um processo de concorrência que envolveu outras agências, a Calvin Klein opta pela Fischer & Justus, impulsionando o crescimento da empresa.

estetica-publicitaria-passa-por-uma-revolucao.jpg

Estética publicitária passa por uma revolução

1983 | Com o trabalho para a Calvin Klein, a agência lança a linguagem comportamental na propaganda e extrapola o uso das mídias tradicionais, rompendo as barreiras impostas no cenário da comunicação até então.

surge-o-modelo-full-service.jpg

Surge o modelo full service

1984 | A Fischer & Justus integra o negócio publicitário à prestação de serviços de comunicação e marketing. Torna-se assim uma das primeiras a se posicionar como empresa capaz de atender os clientes de forma global, e não simplesmente como agência de propaganda.

fusao-com-a-yr.jpg

Fusão com a Y&R

1985 | A agência cresce com a chegada de novos clientes. A administração certeira e o potencial criativo tornam a empresa destaque do mercado. No fim do ano, a fusão com a multinacional Young & Rubicam dá origem à Fischer, Justus, Young & Rubicam. O empresário fala de comunicação integrada muito antes de isso se tornar uma prática em todo o mercado.

o-reconhecimento-do-mercado.jpg

reconhecimento do mercado

1986 | A F, J, Y&R se destaca no Brasil e no exterior: ganha prêmios e é finalista em importantes eventos nacionais e internacionais, como o Colunistas, o Prêmio Clio, o Festival de Cannes, o Festival Internacional de Publicidade de Nova York e o 29o Festival Internacional de Filme e TV de Nova York.

a-agencia-do-ano.jpg

A agência do ano

1987 | A F, J, Y&R é eleita agência do ano no Prêmio Colunistas versão nacional e, entre outros prêmios, ganha dois Leões no Festival de Cannes. Justus credita o sucesso à formação de uma equipe coesa e motivada e à sinergia criada entre as empresas do grupo.

numeros-comprovam-crescimento.jpg

Números comprovam crescimento

1988 | Em ranking não oficial divulgado pelo jornal especializado Propaganda & Marketing, a agência já aparece entre as que mais faturam no Brasil. A receita registrada no ano é de US$ 11,9 milhões e a F, J, Y&R ganha importantes clientes, como Credicard.

volta-as-origens.jpg

Volta às origens

1989 | A agência se separa da Young & Rubicam e passa a se chamar Fischer, Justus Comunicação. Ela fica com 24 das 33 contas atendidas na época da fusão, entre as quais Credicard. Em dezembro, mais uma conta na carteira: Bacardi.

o-grande-salto.jpg

O grande salto

1990 | Com a chegada das contas da Brahma, a agência entra para o rol das dez maiores do Brasil. Surge o conceito da "Cerveja Número 1", o qual vai levar a Brahma à liderança do mercado e se tornar um dos maiores cases de sucesso da publicidade nacional. A agência leva medalhas no Festival de Nova York e é novamente finalista no Clio Awards.

ate-joao-gilberto-aderiu.jpg

Até João Gilberto aderiu

1991 | O imprevisível João Gilberto faz seu primeiro show patrocinado, pela Brahma, e vira garoto-propaganda da marca. O case de sucesso é reconhecido por todos os lados: a agência ganha vários prêmios. Já o cliente leva o titulo de Anunciante do Ano no Prêmio Colunistas São Paulo e Brasil e é considerado Empresa do Ano da edição Melhores e Maiores da revista Exame.

novos-premios-e-novos-clientes.jpg

Novos prêmios e novos clientes

1992 | Enquanto o filme Bossa Nova, com João Gilberto, encanta o público, a concorrência procura reagir ao crescimento da Brahma. Inicia-se a “guerra das cervejas”. A F, J ganha prêmios e contas como as da Cônsul e da Nacional Seguros. A agência já fatura US$ 85 milhões.

A vez do McDonald’s

1993 | A agência de Roberto Justus mais uma vez inova e cria parceria com uma produtora para atender à megaconta do McDonald’s. Surge assim a Taterka/Fischer, Justus. Separadamente, a F, J continua a crescer e passa a atender a Toyota. O faturamento chega a US$ 104 milhões.

expansao-no-mercado.jpg

Expansão no Mercosul

1994 | O ano é de Copa do Mundo e, apesar de não ser patrocinadora oficial do evento, a Brahma se destaca como anunciante pelas ações em parceria com a agência de Roberto Justus. O trabalho foi escolhido Case da Década do Prêmio Colunistas e ganhou Medalha de Ouro do Advertising Marketing Effectiveness (AME) de Nova York. A F, J se expande pelo Mercosul e começa a atuar na Argentina.

Potência Latina

Potência Latina

1995 | A agência já é a quarta maior do Brasil e se torna a que mais cresce na América Latina (é a primeira multinacional brasileira do setor da publicidade, com presença na Venezuela, além da Argentina e do Brasil). Entre os prêmios conquistados estão um dos raros Leões concedidos para o Brasil na área de filmes em Cannes e o GP de Filmes do 16o Festival de Publicidade da ABP.

comunicacao-total.jpg

Comunicação Total

1996 | A agência de Justus fortalece o conceito de que não é apenas uma empresa de publicidade, mas atua também em marketing e comunicação como um todo, oferecendo as mais adequadas e diferentes soluções aos clientes. Assim, acrescenta o termo "Comunicação Total" ao seu nome.

publicitario-do-ano.jpg

Justus é eleito "Publicitário do Ano"

1997 | O primeiro prêmio conquistado por Roberto Justus, entre os muitos que já ganhou na carreira, é o de "Publicitário do Ano". Nesse ano ele recebeu esse título do Prêmio Colunistas, promovido pela ABRACOMP (Associação dos Colunistas de Marketing e Propaganda) e considerado um dos mais importantes do mercado publicitário nacional.

nova-agencia.jpg

Nova agência

1998 | O empresário deixa a sociedade e anuncia a fundação da agência Newcomm Comunicação Integrada. Em pouco tempo, a pequena operação atraiu a atenção e os investimentos da multinacional Bates Worldwide, controlada pelo grupo inglês Cordiant, dando origem ao grupo NewcommBates. Em 1998, Justus também é eleito o "Líder Empresarial do Ano" pelo jornal Gazeta Mercantil.

homem-de-marketing.jpg

Roberto Justus é eleito Homem de Marketing do Ano

1999 | Roberto Justus ganha o título de Homem de Marketing da revista Marketing. Chega à agência a conta das Casas Bahia, que nas mãos da NewcommBates vai se tornar o maior anunciante do Brasil. O grupo anuncia o impressionante crescimento de 800% em dois anos, chegando ao faturamento de R$ 250 milhões. Ele também incorpora novas agências e passa a atender contas como Perdigão e TAM.

roberto-justus-no-board-da-bates-worldwide-group.jpg

Roberto Justus no board do grupo Bates Worldwide

2000 | Roberto Justus passa a participar do conselho do Grupo Bates Worldwide. O Grupo Newcomm diversifica as suas atividades com novas empresas para as áreas de marketing esportivo e político, interatividade e design. O faturamento no ano é de R$ 360 milhões.

criatividade-em-destaque.jpg

Criatividade em destaque

2001 | A agência ganha um perfil mais criativo e troca de nome: deixa de ser NewcommBates para se chamar Bates Brasil. A empresa cria para a Kaiser o slogan "Sempre vai bem" e passa a usar o K como ícone da cerveja. Uma das campanhas de grande destaque da marca traz os galãs Murilo Benício, Fábio Assunção, Marcos Palmeira e Du Moscovis.

agencia-do-ano-de-novo.jpg

Agência do Ano. De novo

2002 | A Bates Brasil é eleita Agência do Ano no Prêmio Colunistas São Paulo. No Colunistas Brasil, campanha criada para a Kaiser leva GP. No ranking Agências e Anunciantes, do jornal Meio & Mensagem, as Casas Bahia pulam da sétima posição em 2001 para a segunda, em 2002, ficando atrás apenas da Unilever no ranking dos Maiores Anunciantes do País e mostrando a força do varejo no setor da comunicação.

APPlogo-1024x402.jpg

Dirigente do Ano

2003 | Justus recebe o Prêmio Contribuição Profissional, da APP.

o-estouro-das-casas-bahia.jpg

O estouro das Casas Bahia

2003 | As Casas Bahia ganham o Prêmio Caboré e passam a liderar o ranking Agências e Anunciantes do Meio & Mensagem, o qual indica as empresas que mais investem em mídia e as maiores agências em faturamento do país - posto que passa a ser ocupado pela Bates. Como resultado da compra do grupo Cordiant pela WPP, a Bates se funde com a Young & Rubicam e nasce a Y&R, a agência número 1 do mercado nacional. Roberto Justus recebe o Prêmio Contribuição Profissional, como Dirigente do Ano, promovido pela APP (Associação dos Profissionais de Propaganda).

grupo-newcomm.jpg

É lançado o Grupo Newcomm

2004 | Com a aquisição do Cordiant pelo conglomerado britânico WPP, a holding NewcommBates passa a se chamar Grupo Newcomm. O empresário Roberto Justus começa a se destacar também como apresentador do programa O Aprendiz.

estreia-na-tv.jpg

Estreia na TV

2004 | A carreira de Justus como apresentador de TV começou com a estreia no comando do reality show "O Aprendiz", na Rede Record. A atração repetiu o sucesso do megaempresário norte-americano Donald Trump, estrela do programa "The Apprentice", exibido pela NBC nos Estados Unidos. A primeira edição do programa no Brasil teve 30 mil inscritos para apenas 16 vagas. Em apenas dois meses, alcançou a marca de 10 pontos de audiência e 16% de share, conquistando nos melhores dias 12 pontos de Ibope. No programa, os candidatos concorreram a um contrato em uma das empresas do Grupo Newcomm, presidido por Roberto Justus, com salário anual de 350 mil reais líquidos por pelo menos um ano. A vencedora foi Vivianne Ventura, até hoje na Y&R, onde atua como diretora de novos negócios. Já Elise Passamani, uma das participantes, foi contratada no mesmo ano, como assistente da área de RH. Atualmente, ela acumula as funções de diretora de RH e da Administração do Grupo Newcomm.

Y&R segue como a número 1

2005 | A agência liderada por Roberto Justus já está consolidada na primeira posição do ranking das que mais faturam no país. O grupo passa a contar também com a Maestro, empresa com atuação na área de marketing promocional e que conta com Marcos Quintela entre seus executivos. Quintela assumirá, em 2010, a presidência da Y&R.

segunda-temporada-de-o-aprendiz.jpg

Segunda temporada de "O Aprendiz"

2005 | A segunda temporada do programa "O Aprendiz", apresentado por Roberto Justus na Rede Record, foi novamente um sucesso e superou a audiência da primeira edição, atingindo a média de 16 pontos. A grande final da atração foi transmitida ao vivo, em 18 de agosto de 2005, com picos de audiência que renderam a liderança para a Record, à frente do Jornal da Globo, por 44 minutos. O vencedor foi o consultor de empresas Fábio de Oliveira Porcel, que na época assumiu o cargo de gerente de contas da Dez Brasil, atual Energy.

vice-lideranca-no-horario.jpg

Vice-liderança no horário

2006 | Com apresentação de Roberto Justus, a terceira edição do "O Aprendiz" consolidou a vice-liderança isolada do programa na faixa de horário em que foi exibido, das 22h12 à 0h04. Nessa temporada, os candidatos concorreram a um cargo com salário anual de R$ 500 mil, em Nova York, na agência Wunderman. O advogado Anselmo Martini venceu a edição. A empresária de branding em moda Márcia Beatriz de Queiroz, finalista demitida no último episódio, também foi contratada, posteriormente, por Justus. Hoje, a profissional exerce o cargo de diretora de conta da Energy.

Justus ganha o Caboré

2006 | A excelência na gestão administrativa imposta por Roberto Justus continua a ser um dos maiores diferenciais da Y&R e o empresário ganha o mais importante prêmio do mercado publicitário, o Caboré, na categoria Dirigente da Indústria da Comunicação. Além de maior agência brasileira em volume de investimentos em mídia, segundo o Ibope/Monitor, a Y&R é também a única agência de publicidade entre as 100 melhores empresas para se trabalhar e entre as 30 melhores para a mulher trabalhar no Brasil, de acordo com levantamento do instituto Great Place to Work/revista Época.

Roberto Justus lança seu primeiro livro

2006 | "Construindo uma Vida - Trajetória Profissional, Negócios e O Aprendiz" (Editora Larousse do Brasil), escrito em parceria com o publicitário e crítico de cultura Sérgio Augusto de Andrade, é o primeiro livro de autoria de Roberto Justus. A obra, que já vendeu mais de 100 mil exemplares, narra sua trajetória profissional e também traz relatos sobre a vinda de sua família da Hungria para o Brasil, após a Segunda Guerra Mundial.

o-empreendedor-chega-as-livrarias.jpg

"O Empreendedor" chega às livrarias

2007 | No livro "O Empreendedor" (Editora Larousse do Brasil), também escrito em parceria com Sérgio Augusto de Andrade, Roberto Justus trata da construção de um empreendedor de sucesso. Mostra que a paixão por aquilo que fazemos é a mola que nos impulsiona para a concretização dos nossos ideais. Com um relato apaixonado e vibrante, o empresário dá dicas de como se tornar um líder de sucesso. Determinação, comprometimento, ousadia, competitividade e dinamismo são algumas de suas palavras de ordem. A obra foi lançada durante a XIII Bienal Internacional do Rio de Janeiro.

o-aprendiz-o-socio.jpg

"O Aprendiz – O Sócio"

2007 | Na quarta edição de "O Aprendiz", Justus propôs um novo desafio: em vez de procurar simplesmente um funcionário competente, ele queria um sócio. O participante Tiago Aguiar derrotou todos os outros candidatos, tornando-se sócio do empresário na fabricação de lenços Dry-Wash. A outra finalista do programa, Mariana Junqueira Reis, proprietária da empresa de energia Qualilight, atualmente presta serviços para as empresas de Roberto Justus.

empreendedor-do-ano-nas-comunicacoes.jpg

Roberto Justus: Empreendedor do Ano nas Comunicações

2007 | Roberto Justus recebe da revista Isto É Dinheiro o título de Empreendedor do Ano nas Comunicações. A Y&R passa por reestruturação global, a qual tem base no conceito "We energize business". Como membro do board do grupo, Roberto Justus participa desse processo. A agência mantém a liderança no ranking das maiores do Ibope/Monitor pelo sexto ano consecutivo, com faturamento bruto de R$ 2,9 bilhões.

energy-chega-ao-mercado.jpg

Energy chega ao mercado

2008 | É lançada a agência Energy, com modelo de negócios inovador. Ela vem a fazer parte também do Grupo Newcomm, hoje formado ainda pelas agências Y&R e Wunderman (uma das maiores de relacionamento e interatividade do Brasil), e pela empresa Ação Premedia e Tecnologia.

lancamento-do-cd-so-entre-nos.jpg

Lançamento do CD "Só entre Nós"

2008 | Apaixonado por música, Roberto Justus colocou todo seu empenho e determinação na gravação de seu primeiro CD, intitulado "Just Between Us". Com tiragem limitada, apenas para os amigos, o CD trazia no repertório grandes sucessos da música internacional. O que inicialmente era um projeto pessoal de Roberto Justus materializou-se no CD "Só entre nós", lançado pela gravadora Sony BMG. Produzido por Afonso Nigro e com arranjos de Eluilson Aureliano, o disco traz 12 faixas e conta com a participação dos cantores Paulo Ricardo e Agnaldo Rayol, entre outros músicos.

recorde-de-inscricoes.jpg

Recorde de inscrições

2008 | A edição de 2008 de "O Aprendiz" trouxe uma inovação: o vencedor do programa receberia o maior prêmio da história da atração. Com esse atrativo, "O Aprendiz 5 - O Sócio" obteve o maior número de inscritos para o programa até então - 43 mil pessoas. O prêmio foi para as mãos de Clodoaldo Araújo, que ganhou um milhão de reais em dinheiro e outro milhão em cotas de sociedade na Brainers, uma incubadora de negócios.

novos-desafios-na-televisao.jpg

Novos desafios na televisão

2009 | Antes de anunciar a troca de emissora, Roberto Justus comandou "O Aprendiz - Universitário", na Rede Record. Com recorde absoluto em número de inscritos - 100 mil candidatos universitários - a final do programa foi realizada ao vivo, direto do Memorial da América Latina, e garantiu a liderança na média de audiência na faixa das 23h à 1h06. A participante Marina Erthal venceu os 15 concorrentes selecionados e recebeu o prêmio de R$ 1 milhão e uma vaga para trabalhar ao lado de Justus, em uma de suas empresas, com um salário de R$ 10 mil por pelo menos um ano. Em junho, depois de seis anos à frente do programa "O Aprendiz" o empresário partiu para um novo desafio em outra emissora de TV. Justus seguiu para o SBT e desde setembro ele comanda o programa "1 Contra 100". O formato exclusivo da atração é uma criação da Endemol, líder mundial em formatos de TV. Com produção da Casablanca Content, o estúdio ocupa 1.000 m2, dando espaço ao maior e mais ousado cenário da televisão brasileira. No game show, um jogador enfrenta 100 oponentes para provar que sabe mais que todos eles e ganhar R$ 1 milhão.

popularidade-e-sucessao-na-yr.jpg

Popularidade e sucessão na Y&R

2009 | Em dezembro de 2009, Justus consolida o processo sucessório da presidência da Y&R, até então acumulada por ele com o comando do Grupo Newcomm. Com isso, Justus permanece como CEO do Grupo Newcomm e Marcos Quintela assume como presidente da agência. Nesse mesmo ano, uma série de pesquisas aponta a popularidade e o reconhecimento do empresário entre os brasileiros. Entre outros feitos, Justus é o 3º nome mais lembrado na Pesquisa APPM 2009 para a revista Veja São Paulo - A cara de São Paulo; o 2º colocado entre Ídolos além do Esporte na Pesquisa Ibope/Troiano 2009; e o Publicitário mais confiável do país, de acordo com a Pesquisa Marcas de Confiança, realizada pela revista Seleções e pelo Ibope Inteligência.

projeto-traz-musicas-e-mensagens-motivacionais.jpg

Projeto traz música e mensagens motivacionais

2009 | Persistência na realização de sonhos, construção de relacionamentos e, em especial, visão de futuro. Esses são alguns dos temas abordados em "Histórias & Canções", projeto musical que une o empreendedorismo de Roberto Justus a uma de suas paixões: a música. Nesse ano, o projeto totalizou 16 apresentações em seis estados do Brasil, para um público de aproximadamente 15 mil pessoas. Acompanhado de nove músicos e dois backing vocals, Justus apresenta uma seleção de canções, sincronizadas com mensagens motivacionais, relacionados à vida das pessoas e ao empreendedorismo. A música "I've got you under my skin", por exemplo, que faz parte do repertório do projeto, soa como uma metáfora perfeita para ilustrar algo que é essencial para Justus: a necessidade imperativa de nos apaixonarmos por tudo o que fazemos.

lider-mais-admirado.jpg

Líder mais admirado

2010 | A 9ª edição da Pesquisa Empresas dos Sonhos dos Jovens, realizada pelo Grupo DMRH, maior consultoria da América Latina na área de seleção e desenvolvimento de jovens para programas de estágios, trainees e MBA, em parceria com a TNS Research International, empresa global de pesquisa de mercado, apontou o CEO do Grupo Newcomm, Roberto Justus, como o Líder mais Admirado pelos jovens brasileiros. Entre os 10 líderes citados espontaneamente na pesquisa, além de Roberto Justus, estão Barack Obama, Lula, Steve Jobs, Eike Batista, Bernardinho, Abílio Diniz, Bill Gates e Silvio Santos.

topa-ou-nao-topa.jpg

Topa ou Não Topa

2010 | Em dezembro estréia no SBT o segundo programa apresentado por Roberto Justus na emissora: “Topa ou Não Topa”. Líder de audiência nos países em que foi exibido, esse game-show encerrará o primeiro ano do apresentador na emissora. Nos EUA, o Deal or No Deal (nome original) é um dos maiores sucessos da rede NBC, e o episódio final de sua primeira temporada - com noventa minutos - registrou recordes de audiência. O programa pode levar um participante a ganhar o prêmio máximo de R$ 1 milhão. A dinâmica é simples: basta escolher uma mala, entre outras 26, e abrir as opções restantes para checar o valor de cada uma delas. O difícil será resistir aos argumentos do “banqueiro”, com propostas tentadoras para o jogador vender a mala escolhida.

o-mais-confiavel.jpg

O mais confiável

2010 | A Y&R abusa da criatividade em trabalhos criados para Vivo, Estadão, TAM, Colgate e LG, entre outros clientes. O reconhecimento vem em muitos prêmios. Por sua vez, Roberto Justus é eleito pelo segundo ano consecutivo o publicitário mais confiável do Brasil, de acordo com a pesquisa Marcas de Confiança, realizada pela revista Seleções e o Ibope Inteligência.

Roberto_Justus_+.jpg

Roberto Justus estréia seu talk show

2011 | Roberto Justus+ estréia como um talk show temático brasileiro apresentado pelo empresário e publicitário Roberto Justus. Se caracterizou por misturar entretenimento, entrevistas, reportagens e, eventualmente, música.

roberto-justus-o-aprendiz-o-retorno-825x431.jpg

O retorno ao Aprendiz

2013 | Aprendiz - O Retorno foi a nona temporada do reality show O Aprendiz. Após um ano de hiato, a atração voltou a ser comandada pelo empresário Roberto Justus, que desta vez trouxe participantes demitidos em edições anteriores disputando por uma "segunda chance".

apren.jpg

temporada especial do Aprendiz

2014 | Aprendiz Celebridades foi a décima temporada do reality show O Aprendiz. Mais uma vez apresentada pelo empresário Roberto Justus, a atração desta vez não envolveu profissionais anônimos disputando um contrato de emprego, e sim celebridades competindo por um prêmio.

A-Fazenda-696x394 2.png

Novo desafio na televisão

2015 | sempre buscando inovação novos desafios, comanda também com enorme sucesso a edição de ”A Fazenda”, reality show brasileiro produzido e exibido pela RecordTV. Formato já apresentado com sucesso em mais de 40 países. “Será meu maior desafio nesses 11 anos de carreira na televisão”.

1425361-roberto-justus-vai-comandar-o-reality-sh-950x0-1.jpg

Power desafio

2016 | Comandando seu primeiro reality show de casais, o ”Power Couple Brasil”. O programa apresenta a vida de oito casais de celebridades em uma casa enfrentando desafios extremos que testam quão bem eles realmente se conhecem. A cada semana, um casal é eliminado até que o último casal vence o dinheiro acumulado durante o programa. Teve sua segunda temporada em 2017.

370db0_4cedb8016dc540ecb21e53d184f11206_mv2_d_3508_2480_s_4_2.jpg

Nova fase, novos investimentos

2017 | Roberto Justus assume uma participação da TreeCorp, uma casa de negócios que faz prospecção, investimentos e multiplicação de valor em empresas emergentes por meio de aporte financeiro e capital intelectual.

logoRJ.jpg

Novidade no mercado de investimentos

2017 | Ainda em 2017, se associa ao empresário Felipe Prata e ao gestor Luis Fonseca na Nest Asset Management, gestora independente de fundos, não ligada a qualquer conglomerado financeiro e com foco em produtos de renda variável e derivativos no Brasil.

din1077-justus1.jpg

Mirando no futuro

2018 | Justus passa a ser sócio do Voyager, centro de entretenimento dedicado à realidade virtual. A sociedade é em parceria com a Arvore, estúdio especializado em tecnologia de imersão e que tem como sócios profissionais como Ricardo Justus, Rodrigo Terra, Ricardo Simon e Edouard de Montmort.

1524155114495.jpg

Voltando ao Aprendiz e levando-o a novos caminhos

2018 | Depois de 4 anos de ausência e muitos pedidos de fãs do formato, a emissora Band e o empresário fecham parceria para produzir novamente 'O Aprendiz'.